O Poder da Mente

O MELHOR REMÉDIO QUE EXISTE NO MUNDO ESTÁ DENTRO DE VOCÊ. PORÉM…

Você é como um capitão no comando de um navio. Ele deve dar as ordens certas. Da mesma forma, você deve dar as ordens certas (pensamentos e imagens) ao seu subconsciente, que controla e governa todas as suas experiências. – Joseph Murphy

A mente humana tem um poder inesgotável de cura, quando bem usada em harmonia com as nossas ações. Todo esse poder deve ser usado com sabedoria, porque do mesmo jeito que podemos nos curar, podemos adoecer. Então, muito cuidado com o que você pensa!

Nunca deixe pensamentos negativos entrarem na sua cabeça: eles rapidamente se espalham como vírus e se alimentam da sua energia. Toda a ideia que você aceitar vai te influenciar por completo. Por isso, sempre escolha pensamentos do bem e positivos para te orientar no seu caminho, e você vai ver quanto sua vida vai melhorar, como 2+2=4!

O grande mestre Pitágoras já dizia no século IV a.c. para seus alunos evitarem o negativismo e até controlarem suas vontades e exageros:

“Aprendam primeiro a calar as vozes emocionais e mentais do interior.”

Porém, o grande erro que as pessoas cometem é achar que só pensamentos positivos bastam para tudo conspirar ao favor delas. Sua mente pode ser uma “arma” poderosa, mas não é o suficiente: Deus move o universo, mas não move uma única palha naquilo que o homem é capaz de fazer por si.

Para concluir, você deve se concentrar e focar sua mente, agindo em favor da sua cura. Mas cuidado: não doe 100% da sua energia e seja um bitolado na sua doença ou em qualquer outro revés que você tiver, como vejo em muita gente. As vezes é preciso se distrair um pouco e esquecer, nem se for por questão de momentos, dos seus problemas. Nunca deixe de procurar a felicidade (clique aqui para ver minha opinião de como alcançá-la).

Afinal, de que adianta ficar focado 100% na sua cura e viver a vida inteira na dependência dos seus problemas?

O pensamento positivo é fundamental, mas não basta – é preciso arregaçar as mangas.

Depende de você!
COMPARTILHAR:

Não tem Facebook ou prefere o anonimato?